voce_está_morta_1.jpg
voce_está_morta_2.jpg
voce_está_morta_3.jpg
voce_está_morta_4.jpg
voce_está_morta_5.jpg
.jpg
.jpg
.jpg


Você está morta
16x11 cm
bordado sobre impressão em jato de tinta
2018 - 2021

Você está morta aborda a questão da violência intrafamiliar e da invisibilidade do trabalho materno.

 

você está morta. Realmente algo que não estamos, assim que damos a luz, é morta. Mas morremos, morremos muito. Uma parte muito grande de nós é tirada de dentro de nossos corpos e essa ausência interna se transforma numa presença externa constante, uma ligação animalesca e brutal, que agora se alimenta de nosso sangue em forma de leite, de boa parte da nossa energia, e de nosso tempo. Eu morri para o que eu era, eu morri para as relações que eu tinha, muito de mim morreu mas muito de mim nasceu em meio ao parto, gritos, choro, sangue e sussurros. Eu sei, minha filha sabe, alguns sabem. você pode não ver, mas eu não estou morta.

Ação realizada com recursos da Lei Federal N 14.017/2020 - Lei Aldir Blanc.

bordaroinvisivel_feed1.jpg
roda-de-conversa.jpg
roda-de-bordado.jpg
Malu_Teodoro_Voce_esta_morta_09_2.jpg