A MÃE MONSTRA (em processo)

Fotoperformance de Inaê e Malu Teodoro
Textos de Malu Teodoro
2021-2022

 

A Mãe Monstra nasceu na pandemia, durante de uma sessão de fotos com minha filha, dentro de casa. Fizemos uma massinha de modelar que ficou gosmenta e foi parar na minha cara. A essa altura, minha filha andava a falar muito sobre monstros. E com essa máscara na cara, nasceu ali uma mãe monstra. Um resto de cabelo preto cortado também virou máscara, e dessa parte, a criança realmente teve medo. "Brincamos" de fotoperformance juntas e separadas. Com três anos de idade minha filha tem noção do que é construir uma imagem, e ela me dirigia para a fotografia. O texto, escrito em terceira pessoa, foi nascendo conforme, ao longo dos dias, a criatura ia aparecendo em nossa casa, e são como curtos contos sobre uma mãe pandêmica, cansada, exausta, sem recursos, com medo, raiva, e também amorosa. O projeto conta com cerca de 40 imagens e textos.